sexta-feira, 17 de julho de 2009

ESCOLAS VULNERÁVEIS-CRONOGRAMA DE VISITAS

A partir do mês de agosto até o mês de outubro estaremos acompanhando e participando das HTPCs das novas escolas consideradas vulneráveis pela SEE, seguindo o cronograma estabelecido pela Dirigente. Também estaremos retornando às três escolas anteriormente visitadas conforme cronograma previsto no primeiro semestre. Teremos, portanto, um segundo semestre bem "apertado" para cumprir os dois cronogramas, mas com certeza iremos nos empenhar para que a meta de melhoria no IDESP seja atingida por todas as escolas.

ANALISANDO OS RELATÓRIOS DO SARESP 2008.

A DERSV realizou no último dia 03/07/2009 reunião com os Professores Coordenadores das Unidades Escolares para discussão, análise e reflexão sobre os Relatórios do SARESP 2008 nos componentes curriculares de Língua Portuguesa, Matemática e na área de Ciências da Natureza. Foi sugerido para que os PCs elaborassem, a partir dessa reunião, a pauta que seria discutida no dia 07/07, destinado ao " Saresp na Escola" em todas as unidades escolares da rede estadual. Foi também oferecido a todos os PCs um CD contendo todos os slides utilizados na reunião. Estamos disponibilizando a parte de Matemática por meio de link no componente em questão.

Fundação CASA: Avaliação nas Unidades de Internação - UIs

Nas UNIDADES INTERNAÇÃO (UIs) da Fundação CASA: Vila de São Vicente e Peruíbe nos dias 30 de junho e 01 de julho , respectivamente, foi realizada a Avaliação de competências com base nas matrizes do ENCEJA. A Avaliação foi elaborada pelos especialistas da Oficina Pedagógica a partir de uma base de questões enviadas pelos professores das duas Unidades da Fundação CASA. Acompanharam a avaliação da Fundação CASA - São Vicente as Supervisoras: Cássia Maria Moreira e Cleusa Aparecida do Prado Simonassi, assim como da Fundação CASA-Peruíbe, os supervisores José Rodrigues da Silva e Edson dos Santos Silva Marques.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Recuperação Paralela 2009 - Acompanhamento nas Unidades Escolares

Os PCOPs de Matemática Profª Iara Arakaki e Profª Mutsu-ko Kobashigawa, assim como os PCOPs de Língua Portuguesa: Prof. Patrick Fernandes Rezende Ribeiro, Prof. João Mário Santana e Prof. Júlio Kengo Watanabe deram início ao acompanhamento das escolas que possuem salas de Recuperação Paralela no Ensino Fundamental. Esse acompanhamento está sendo organizado por meio de um cronograma de visitas, de modo a conciliar os Supervisores das unidades escolares e PCOPs de Língua Portuguesa e Matemática.

No município de Praia Grande esse acompanhamento ocorreu dia 09/06/2009 na EE Profª "Marlene Leite da Silva", com as Turmas 01 (Matemática) e 03 (Língua Portuguesa), sob orientação das professoras Cilene e Regineide respectivamente. Durante esse período (11h30min às 13h10min) foi também conversado com a equipe gestora, a PC Profª Roseli Slompo e Diretora Profª Euflauzina para ciência dos relatórios de acompanhamento.

A unidade visitada, no município de Mongaguá, foi a EE “José Cesário Pereira Filho”, no último dia 03/06/2009, no período (10h40min – 12h20min) em que as Turmas 05 (Matemática - 5ª e 6ª séries) e 03 (Língua Portuguesa – 8ª A e 8ª B) estavam desenvolvendo atividades com os professores Benedito e Jacira, respectivamente. Os supervisores Cláudia Eliane Leite (Projeto Recuperação Paralela) e Cleusa Aparecida do Prado Simonassi (Unidade Escolar) estavam presentes no momento da visita.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Acompanhamento nas HTPCs das Escolas Vulneráveis.

Desde maio de 2009 a Oficina Pedagógica vem acompanhando, juntamente com o supervisor responsável de cada unidade escolar, as HTPCs das escolas consideradas vulneráveis da nossa Diretoria de Ensino.
Durante esse acompanhamento a Oficina Pedagógica vem realizando discussão sobre a política pública educacional da SEE/SP, utilizando dinâmica relacionada ao tema proposto, assim como questões pedagógicas retiradas do Caderno do Gestor 2009, Propostas Pedagógicas e Cadernos dos Professores e Alunos 2009.
Foram também apresentadas planilhas contendo os dados comparativos de Desempenho do SARESP - Níveis de Proficiência, IDESP e ENEM dos anos de 2007 e 2008, para análise quantitativa e qualitativa de cada unidade escolar.
Até o momento foram ouvidos depoimentos de professores em relação ao trabalho do 1º bimestre envolvendo Situação de Aprendizagem bem sucedida, em cada disciplina.
A equipe da Oficina Pedagógica vem fazendo sugestões e apoiando as atividades que estão sendo complementadas pelos professores, de modo a satisfazer o objetivo de cada Situação de Aprendizagem e dessa forma implementar o novo Currículo Oficial.
Acreditamos que desta maneira podemos compartilhar as dúvidas dos nossos professores, no que refere a aplicação deste novo Currículo, e propor um trabalho de qualidade de modo a favorecer uma aprendizagem significativa aos nossos alunos.
Após reunião interna, realizada no dia 02/06, com o Dirigente Substituto e Supervisores destas escolas, a equipe estará trabalhando na elaboração do cronograma de acompanhamento solicitado pela SEE/SP contendo visitas de maio até outubro para ser entregue até o final de junho. Após aprovação do cronograma faremos a divulgação de parte deste, neste mesmo espaço.

PCOPs de Matemática contribuem na formação dos PCs e Professores das Oficinas Curriculares das Escolas de Tempo Integral: "Experiências Matemáticas"

Escolas de Tempo Integral - Programa Game SuperAção


Dia:05/06/2009 - Local: DERSV


O tema trabalhado neste encontro foi o Roteiro de Planejamento destinado às 7ª e 8ª séries das Escolas de Tempo Integral e inscritas no Game SuperAção.
Ao selecionar as atividades de matemática a preocupação foi elaborar uma seqüência didática (confecção do Tangran por meio de dobraduras) de modo a contemplar os PCs que não eram da área para que pudessem acompanhar a atividade sugerida, seguindo a filosofia “Abrace essa Causa” e “Todos Juntos”.
Segue o link de apresentação destinada aos professores da Oficina Curricular: “Experiências Matemáticas”.
Contamos também com a presença da Coordenadora Regional do Programa, a psicóloga e profª Sílvia Lima Duarte, além da equipe responsável da Diretoria, a supervisora Mariza Rodrigues Branco e o PCOP João Mário.
video

Dia 04/06/2009, na DERSV, os PCOPs de Matemática contribuem na formação dos Professores Coordenadores e Professores das Oficinas Curriculares das Esco

Escolas de Tempo Integral

Programa SuperAção


O tema trabalhado neste encontro foi o Roteiro de Planejamento destinado às 7ª e 8ª séries das Escolas de Tempo Integral e inscritas no Game SuperAção.
Ao selecionar as atividades de matemática a preocupação foi elaborar uma seqüência didática (confecção do Tangran por meio de dobraduras) de modo a contemplar os PCs que não eram da área para que pudessem acompanhar a atividade sugerida, seguindo a filosofia “Abrace essa Causa” e “Todos Juntos”.
Segue o link de apresentação destinada aos professores da Oficina Curricular: “Experiências Matemáticas”.
Contamos também com a presença da Coordenadora Regional do Programa, a psicóloga e profª Sílvia Lima Duarte, além da equipe responsável da Diretoria, a supervisora Mariza Rodrigues Branco e o PCOP João Mário.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Currículo Oficial do Estado de São Paulo


Em 2009 a Proposta Curricular foi revista e ampliada, considerando as sugestões dos professores e gestores. Ela tem também amparo legal: a Resolução SE-76, de 7/11/2008, que dispões sobre a implementação da Proposta Curricular do Estado de São Paulo para o Ciclo II do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio e passa a ser o referencial básico obrigatório para a formulação da Proposta Pedagógica das escolas da rede estadual. Portanto ela deixa de ser proposta e passa a ser o Currículo Oficial do Estado de São Paulo.
O Novo Currículo foi construído de modo a contemplar as necessidades de se estabelecer referenciais comuns que atendam ao princípio de garantia de padrão de qualidade previsto pelo inciso
IX do artigo 3º da Lei nº 9.394/96 e de subsidiar as equipes escolares com diretrizes e orientações curriculares comuns que garantam ao aluno acesso aos conteúdos básicos, saberes e competências essenciais e específicas a cada etapa do segmento ou nível de ensino oferecido.

Em relação ao currículo de Matemática, a apresentação como uma área específica não pretende amplificar suas supostas peculiaridades nem caracterizá-la como um tema excessivamente especializado ou relevante. Visa apenas a uma exploração mais adequada de suas possibilidades de servir às outras áreas, na grande tarefa de transformar a informação em conhecimento em sentido amplo, em todas as suas formas de manifestação.

Os currículos escolares, em todas as épocas e culturas, têm no par Matemática - Língua materna seu eixo fundamental. Gostando ou não da Matemática, as crianças a estudam e os adultos a utilizam em suas ações como cidadãos, pessoas conscientes e autônomas, consumidores ou não. Todos lidam com números, medidas, formas, operações; todos lêem e interpretam textos e gráficos, vivenciam relações de ordem e equivalência, argumentam e tiram conclusões válidas a partir de proposições verdadeiras, fazem inferências plausíveis a partir de informações parciais ou incertas.
Em outras palavras, a ninguém é permitido dispensar o conhecimento da Matemática sem abdicar de seu bem mais precioso: a consciência nas ações.

Os conteúdos disciplinares de Matemática, tanto no Ensino Fundamental quanto no Médio, abrangem quatro grandes blocos temáticos. Três deles já contemplados em propostas anteriores: Números, Geometria e Medidas, o quarto bloco refere-se à Representação de Dados e ao Tratamento de Informação, abrindo espaço para incorporação críticas das tecnologias no ensino.

Conheça o Currículo Oficial de Matemática do Estado de São Paulo!














Para subsidiar o novo Currículo em 2009, a SEE/SP forneceu os respectivos Cadernos do Professor (versão revista) por componente curricular, série e bimestre, além dos Cadernos dos Alunos (atendendo as inúmeras solicitações de professores e gestores).
É importante compreender que o conjunto de Cadernos - do Professor e do Aluno – não substitui o livro didático escolhido pela escola. Ao contrário, ele se constitui em poderoso aliado dos professores a quem caberá promover sua articulação aos demais materiais de apoio ao Currículo.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

OBMEP 2009
Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é uma ação nacional de matemática entre as escolas públicas, seguida de programa de iniciação científica jr. para alunos premiados. A OBMEP é uma promoção do Ministério da Educação – MEC e do Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT e é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA e pela Sociedade Brasileira de Matemática – SBM.Os principais objetivos da OBMEP são estimular e promover o estudo da matemática entre alunos das escolas públicas; contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica; identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas; contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e as sociedades científicas.
Estimule o corpo docente e discente da sua escola a participar!

Escolas participantes - DERSV


Recuperação Paralela 2009 - Reunião Realizada em 15/04/09